Lica, uma referência de arbitragem na várzea paulistana

O projeto varzeanos está sempre atrás de grandes histórias da várzea, pessoas que amam esse universo e que acreditam que o futebol é muito mais do que 11 contra 11 e ao que tudo indica, a várzea perdeu mais uma fígura ílustre, Lica, árbitro de futebol que apitava partidas na várzea, veio a falecer no dia de hoje, para muitos da várzea, Lica era o maior árbitro que a várzea já teve e sua perda é sentida por todos os times.

Nosso projeto teve um contato indireto com Lica e provávelmente cruzariamos com essa pessoa de ar sóbrio e sorriso fácil, durante a cobertura da 36º edição da Copa Master Arthur Alvim, por coincidência as equipes de arbirtragem que apitavam as partidas, faziam parte da arbitragem do Lica. Por não termos tido a oportunidade de conhece-lo estranhavamos o fato de sempre dizerem, “coloca ai na máteria que eu faço parte da arbitragem do Lica“, diante de toda a consternação que a várzea viveu no dia de hoje, agora compreendemos o porque de tanto orgulho em dizer que faziam parte da equipe do Lica.




Graças a tecnologia e ao projeto varzeapedia, existe na internet vídeos de Lica em uma resenha, um registro raro de uma fígura que segundo os mais próximos, poderia até mesmo escrever um livro de tanta história que viveu dentro e fora das quatro linhas dos campos espalhados por São Paulo.

Lica de fato era um grande árbitro, não por ser um bom contador de história ou por ter apitado uma centena de jogos, todos que falam sobre sua postura dentro de campo, lhe associam a qualidades como educado, honesto, respeitoso, conseguir esse reconhecimento em uma função que é das mais criticadas no futebol mundial é para poucos.




Como varzeanos nós também sentimos a perda de Lica, esperamos que ele tenha tido conhecimento desse projeto, tentamos sempre refletir as ideias que Lica acreditava. É com uma reflexão feita por Lica num vídeo que encerramos essa singela homenagem.

A bola pune porque existem times muito bons que dominam as partidas, levam um gol no final e perdem o jogo. E a bola une porque ela leva 500 para ir ver um jogo.

Desejamos à todos os familiares e amigos muita força para superar a perda desse que com certeza deixou um grande legado na várzea paulista. Obrigado pelos serviços prestados Lica.

Abaixo deixamos o link do bate-papo com Lica registrado no facebook varzeapédia


Roger Marques

Redator do site www.avarzea.com.br e colunista do site www.spfc24horas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *