DO FUTEBOL NO TERRÃO PARA O GRAMADO SINTÉTICO – A.A ARTUR ALVIM

O futebol no terrão que até os anos 90, era marca registrada do futebol brasileiro, quantos craques e jogadores que despontaram para o futebol mundial, surgiram dos campos cheios de desníveis, tempos aonde o morrinho artilheiro fazia parte do folclore brasileiro. Há quem prefira o futebol dos tempos de terrão, os saudosistas dizem que quem jogou no terrão, joga em qualquer piso, já quem só teve a oportunidade de jogar futebol em gramados sintéticos ou campos aonde o gramado natural possui o devido trato, dificilmente se adaptaria as condições do bom e velho terrão.

Entre opiniões de beira de campo na várzea, debates esportivos na televisão, programas de rádio que falam sobre futebol, a constatação é que os campos de terrão, estão cada vez mais em extinção, não só como assunto, mas também como sua existência.

A mesma força do ser humano que expulsa e afasta animais naturais de uma determinada região, que se veem numa situação de convivência quase impossível, em meio a toda metrópole de São Paulo, os campos de terrão podem estar sofrendo do mesmo mal, afinal, nos tempos atuais, ou o campo de terrão se torna gramado sintético, ou viram prédios, literalmente.

Vale ressaltar que um espaço de moradia é muito importante, o movimento é compreensível, em um país onde o cidadão, em muitos casos, passa a vida inteira batalhando para pagar por um apartamento, é natural que se dê preferência a esse tipo de iniciativa, a preservação de campos já foi tema do nosso site, em matéria que contou, também, com a presença de nomes importantes do setor de esportes do grupo Globo.

Hoje nós falamos sobre a transição de um dos campos mais famosos da zona leste de São Paulo, a casa da Associação Atlética Artur Alvim, o Terremoto verde (nome dado ao campo do Alvim), um dos redutos do futebol amador em São Paulo, em meio a toda a crise causada pela pandemia, um objetivo que já havia sido traçado por Kuka, presidente da equipe e sua diretoria, foi colocado em prática e um campo marcado por grandes disputas pela Copa Alvim, está de cara nova, o Alvim agora é sintético.

O site avarzea.com.br que teve na Copa Alvim, sua primeira cobertura esportiva de uma competição no futebol amador, preparou uma matéria especial para registrar o processo de mudança que o campo passou e homenagear a todos os envolvidos nessa missão. Como é a transição de um campo de terrão para gramado sintético, o antes e o depois de um campo tradicional, você não pode deixar de assistir a essa matéria.

O futebol de várzea continua sendo o mesmo, o que está mudando é a sua estrutura, a tecnologia que envolveu todos os setores da sociedade, também está inserida na várzea, aqueles que querem ter longevidade, precisam ter um plano para poder se adequar e não ficar para trás. Assista ao nosso vídeo, deixe o seu comentário nas nossas redes sociais, sua opinião é importante:

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE:
*******TABELA DE VÁRZEA*******
SIGA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
FACEBOOK.COM\AVARZEA
INSTAGRAM: @TOPDOFUTEBOL
TWITTER: SITE_AVARZEA

Roger Marques

Redator do site www.avarzea.com.br e colunista do site www.spfc24horas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *