E.C Ferrolho 1 x 2 Portuguesa da vl. Industrial | A várzea

O Ferrolho Itaquerense entrou em campo na A.A Arthur Alvim para enfrentar a Portuguesa da vila Industrial para decidir mais um classificado para as quartas de final da 36º Copa Master Arthur Alvim. O ferrolho entrou em campo precisando demonstrar mais volume de chances de gol, visto que até a partida a equipe Itaquerense havia realizado partidas onde marcou poucos gols, o time da vila Indústrial por sua vez, entrou em campo tentando se afirmar como um favorito ao título após vencer a forte equipe do Botafogo de Guaianases por 2 a 0. Vejamos como foi esse duelo de equipes de muita tradição na várzea.




O primeiro tempo começou com o Ferrolho pressionando o time da Portuguesa e criando chances contra a meta do bom goleiro Gerson, o time da Portuguesa demonstrava dificuldade em abrir espaços na defesa do time Itaquerense, com 15 minutos o Ferrolho abriu o placar, no lance o camisa 9 Fabio recebeu a bola na entrada da área e ao melhor estilo centroavante se livrou da marcação e mandou para o fundo da rede.

Com 21 minutos a Portuguesa criou uma boa chance para empatar a partida, o empate não saiu devido a uma boa defesa feita pelo goleiro Washington.

O gol marcado por Fábio, somado a boa defesa do goleiro Washington, além de serem os destaques do primeiro tempo, foram as mostras de que o Ferrolho estava bem preparado para segurar a classificação para as quartas de final da competição. 1 a 0 foi o placar da primeira etapa.

No começo do segundo tempo o Ferrolho deu sinais de que iria buscar ampliar o placar, aos 7 minutos aconteceu um lance que pode ter mudado os rumos da partida, uma cobrança de falta do camisa 5 do Ferrolho, tinha endereço, no lance o jogador viu a trajetória do chute e já corria para comemorar o gol, quando o goleiro Gerson da Silva, voou para fazer a defesa e conseguiu salvar seu time de levar o segundo gol na partida.

A partida se encaminhava para uma classificação do Ferrolho quando aos 28 minutos o camisa 11 Ronilson, que nas outras partidas havia se destacado pela técnica e habilidade com a bola no pé, tirou o que pode ser chamado de coelho da cartola, um lance em que o 11 dominou a bola com o pé direito e armou um belo chute com a esquerda, terminou em um lindo gol de empate.

Os torcedores que se empolgaram com a possibilidade de uma decisão por pênaltis, foram surpreendidos aos 33 minutos com a virada no placar. A Portuguesa ficou a frente no placar após um cruzamento onde o goleiro Washington fez uma boa defesa e na sobra o camisa 22, Vitor Hugo demonstrou oportunismo e colocou o time da vila Industrial a frente do placar.





2 a 1 Portuguesa e o juiz encerrou a partida poucos minutos depois. O time da vila Industrial que estava para ser desclassificado, foi salvo pelo seu arqueiro e virou o placar, mais um jogo sensacional da 36º Copa Master Arthur Alvim. 

Roger Marques

Redator do site www.avarzea.com.br e colunista do site www.spfc24horas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *