Botafogo de Guaianases 4 x 0 Master Leão de Guarulhos | A várzea

A preparação do cinquentão do Grêmio Botafogo de Guaianases FC para as disputas das copas do ano de 2018 continua a todo vapor, na manhã de domingo do dia 25 de fevereiro, o alvinegro da zona leste de São Paulo venceu pelo placar de 4 a 0 em um amistoso, o Master Leão de Guarulhos. Vejamos como foi esse jogo onde a técnica e a organização tática foram decisivos para o placar elástico. 

  • 1º Tempo:

As 8:30 da manhã de domingo 26 de fevereiro de 2018 no campo do Grêmio Botafogo de Guaianases, a bola rolou para um amistoso entre o time da casa e o Master Leão de Guarulhos, o jogo que começou sob um clima ameno de pouco sol, bom para a prática esportiva e teve logo de cara o domínio das ações por parte dos anfitriões.

Logo aos 03 minutos numa jogada trabalhada pela lateral do campo, Ari abriu o placar do jogo e colocou o time da casa à frente do placar. O gol no início do jogo não foi por acaso, o Botafogo possui uma linha de frente com jogadores bastante técnicos que trocam bons passes e conseguem criar muitas oportunidades de gols em todos os jogos.

Aos 12 minutos o time do Master Leão conseguiu criar uma jogada de perigo após sair trocando passes da sua área, nessa hora entrou em cena outro fator que foi determinante para o resultado, a defesa Botafoguense, os jogadores que formaram a linha defensiva começaram o jogo concentradíssimos e mesmo nas jogadas de perigo do time visitante, conseguiam acompanhar o ataque até o fim e interceptavam as jogadas.

O sistema defensivo do Botafogo além da sua efetividade na marcação tinha muita técnica, o defensor Edinho fez grandes lançamentos para o ponta Ari que em jogadas de velocidade surgiu diversas vezes frente a frente com o goleiro Júnior do Master Leão.

Nos poucos contra-ataques que o Master Leão teve, alguns a bola passou próxima do gol e outros pararam nas mãos do goleiro Geraldo, numa cobrança de falta aos 21 minutos o arqueiro alvinegro saltou para fazer uma bela defesa e impedir que o time visitante igualasse o placar.

As jogadas criadas pela equipe adversária mostraram para os jogadores do Botafogo que o time convidado não estava morto e procurava espaços para tentar empatar a partida. O time da casa também não estava satisfeito com o placar e em uma jogada onde defesa e ataque trabalharam como música, o goleiro Júnior acabou derrubando o atacante Ari do Botafo na área e o juiz marcou a penalidade.

Na cobrança da penalidade o atacante Luizinho quase ampliou o placar, mas o goleiro Júnior estava atento e a cobrança cheia de classe no meio do gol, foi defendida com sucesso pelo goleiro.

Ao final do primeiro tempo o Botafogo novamente ficou próximo de ampliar o placar, porém em uma jogada contestada pelos atletas o juiz anulou o segundo gol da equipe da casa.

O primeiro tempo terminou com o controle da equipe da casa sobre o jogo, o Master Leão teve algumas oportunidades, mas levaram pouco perigo ao goleiro do time mandante.

  • 2º Tempo:

Passado o descanso do intervalo de jogo, os times voltaram para campo e o Master Leão que estava com um banco de reservas com um número reduzido de jogadores, fez poucas modificações. O Botafogo por sua vez seguiu as orientações do técnico Marcelo e ocorreram modificações que interferiram diretamente no resultado de jogo.

No inicio do segundo tempo a equipe do Master Leão começou se mantendo forte na defesa e apostava nas jogadas individuais do seu camisa 10 Fabinho, o jogador de bom controle de bola e passes precisos, sofreu com a marcação do Botafogo mas conseguiu se sobressair em muitas jogadas individuais.

Aos 8 minutos o Botafogo quase ampliou o placar numa jogada em que o defensor adversário salvou um chute colocado do veloz meio campista Cheroso.

O Botafogo seguiu com seu pensamento de ampliar o placar, até que aos 11 minutos a partir de uma triangulação a bola terminou no fundo do gol após chute de Ari.

A partir do segundo gol do Botafogo, o time do Master Leão deixou um pouco de lado sua postura defensiva e adiantou seus jogadores para tentar ao menos diminuir o placar, o jogo ficou igualado e ambas as equipes criavam chances de perigo.

O avanço do time adversário fez com que o Botafogo tivesse mais chances de contra-ataque e aos 17 minutos após uma cobrança de escanteio, o placar foi ampliado para 3 à 0 em uma linda jogada do camisa 42 Mauro que como diria Jorge Bem Jor, “só não entrou com bola e tudo porque teve humildade em gooooooool”

Mesmo com o placar alcançado pelo time da casa, o time do Master Leão se manteve em busca do seu primeiro tento e aos 25 minutos o camisa 9 Claudinho após dar um belo chapéu no adversário quase conclui uma jogada em gol, novamente o organizado sistema defensivo do Botafogo se fez presente e dificultou a jogada do adversário.

Aos 28 minutos após um cruzamento da lateral esquerda o camisa 38 Vanusa do Botafogo deu um toque sutil de cobertura sob o goleiro do Master Leão e deu números finais ao placar da partida.

Com o placar definido o Botafogo dominou a partida e os jogadores puderam demonstrar toda a classe e técnica que durante muitos anos os fizeram um esquadrão multi campeão. Em um lance de rara beleza, Paraíba de um passe de calcanhar para o seu companheiro de time e deixou quem estava de fora admirado por sua classe com a bola nos pés.

Aos 35 minutos do segundo tempo o juiz encerrou a partida com placar de 4 a 0 para o time da casa, os atletas do Botafogo saíram contentes e com a sensação de dever cumprido, já os atletas do Master Leão deixaram o gramado com o sentimento de que poderiam ter tido melhor sorte, não fosse o cansaço do time e o pouco número de jogadores no banco de reservas. Do lado de fora quem assistiu a partida, com certeza foi embora com a impressão de que viu um grande jogo, de times bem organizados e que não se dão por vencidos em nenhum momento, seja qual for o placar.

Agradecimentos:                                                                                

  • Somos gratos a todos os jogadores do Botafogo de Guaianases que nos permitiram a matéria e em especial ao técnico Marcelo que mais uma vez soube orientar o time e fez mudanças precisas, que como no jogo contra o Ferrazense foram fundamentais para o triunfo do seu time.
  • Técnico Joaquim e todos os atletas do Master Leão que nos autorizaram a realizar a matéria.

* Escalações cedidas pelos responsáveis dos times.




Roger Marques

Redator do site www.avarzea.com.br e colunista do site www.spfc24horas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *