Atlético Vila Carmosina 1 x 1 Pegada Urso | A várzea

O jogo entre dois times da Vila Carmosina, foi o segundo jogo do dia e o clássico da 3º rodada da 36º Copa Master Arthur Alvim, os times se enfrentaram pelo único grupo que não havia tido jogos ainda, grupo H, a partida disputada entre o Clube Atlético Vila Carmosina e o Pegada de Urso Futebol Clube, colocaram frente a frente duas equipes que além de serem fortes equipes na disputa da copa, são rivais de bairro. Esse foi  o clima da partida, um empate em que qualquer um dos dois poderia ter saído vitorioso, mas que teve um lance decisivo que poderia mudar o resultado da partida.

Clube Atlético Vila Carmosina
  • 1º Tempo

A partida teve início por volta das 12:00 e a temperatura em campo chegava nos 31º graus, o jogo começou com as duas equipes jogando de forma parecida, trocando passes na linha de meio campo, procurando espaços e investindo nas jogadas de velocidades. Os primeiros 13 minutos de partida, não tiveram muitos lances de perigo para os goleiros, mas, como em qualquer clássico do futebol nacional, as poucas chances que se tem durante a partida, não podem ser desperdiçadas, e foi esse oportunismo que marcou o primeiro gol da partida, num lance onde a bola sobrou na área do Atlético, o camisa 7 do Pegada de Urso, João Evangelista, foi letal e abriu o placar da partida.

Após o gol a partida seguiu com as equipes jogando de forma equilibrada, a intensidade dos times acabava resultando em faltas, e, nos lances de bola parada os dois times acabavam criavam oportunidades, mas os goleiros estavam bem atentos e levavam a vantagem nas jogadas pelo alto. Num lance aos 24 minutos, após a cobrança do camisa 18 Walter do Atlético, o goleiro Alex Santana do Pegada de Urso estava atento e pegou a bola que passou na frente de todos que estavam na área.

Alguns minutos depois aconteceu o lance mais discutível da rodada, numa jogada onde o rápido atacante do Pegada de Urso, Márcio Teixeira – 9, se livrou de um marcador e estava avançando para dentro da área quando sofreu uma falta, que para o juiz foi considerada fora da área, por parte do Pegada Urso, pênalti claro. Veja o lance e tire suas conclusões.

A cobrança da falta foi feita pelo camisa 5 Carlos e foi defendida pelo goleiro Wesley, o jogo seguiu com o Pegada de Urso criando algumas chances de gol, em bolas paradas, mas foram chances que não levaram tanto perigo. O juiz então terminou o primeiro tempo e as equipes foram para os vestiários, o Pegada de Urso certo de que poderia ter ampliado o placar, se a marcação do pênalti tivesse ocorrido, e o Atlético, aliviado por não ter sido marcada a penalidade.




Pegada de Urso Futebol Clube
  • 2º Tempo

O segundo tempo começou e logo no início, com um gol do camisa 7, Eliton, o Atlético igualou o placar e deixou a partida mais disputada do que já estava. Os times passaram então a prezar pela marcação, as jogadas de trocas de passes, que no primeiro tempo rendeu alguns lances de perigo, dessa vez estavam sendo interceptadas pelas defesas.

No segundo tempo as defesas foram o ponto alto da partida, com a igualdade no placar os times demonstraram mais preocupação com o setor defensivo. As jogadas em sua maioria eram interceptadas pelos defensores, em alguns lances o juiz acabava marcando faltas e nas duas vezes em que os atacantes surgiram em oportunidades de gol, os assistentes marcaram impedimentos, 1 impedimento para cada lado.

Aos 14 minutos o camisa 8 do Atlético foi expulso após um lance na linha de fundo, a expulsão do atleta poderia ter facilitado a proposta de jogo do Pegada de Urso, mas mesmo com um a mais, a defesa do Atlético estava levando a melhor frente aos atacantes do Pegada de Urso. A boa atuação das defesas contribui para que o placar de 1 a 1 fosse mantido até o apito final.

*Os nomes dos atletas estão associados as súmulas das partidas.




Roger Marques

Redator do site www.avarzea.com.br e colunista do site www.spfc24horas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *